Conselho aos Maridos
 

 

 

Conselho aos Maridos

 



 

Eu começo meu conselho aos casais falando sobre a Segunda Guerra Mundial,  o exército Britânico e o deserto egípcio! Um das batalhas mais decisivas da Segunda Guerra foi a batalha de El Alamein, que aconteceu em El Alamein no norte do Egito no verão de 1942. É bem sabido que os alemães tinham ocupado  o Norte da África e avançado pelo Egito. Estavam esperando tomar o controle do Canal de Suez, e então ocupar os campos de petróleo no Iraque e no Irã, então atacar a União Soviética pelo sul, etc. Os ingleses estavam determinados a não deixar que isto acontecesse, então chamaram seu melhor soldado, general Bernard Montgomery, e reuniram uma força enorme para parar o avanço alemão. Foi uma grande batalha. Os sonhos alemães foram destruídos, os ingleses ganharam, e muitos soldados ingleses morreram e foram enterrados no deserto de El Alamein.

O que nos interessa aqui não é o que aconteceu depois aos ingleses nem aos alemães. O que nos interessa agora é que depois da guerra, as famílias dos soldados que morreram em El Alamein  vieram visitar suas sepulturas. Alguns deles deixavam poucas palavras gravadas nos túmulos de seus amados enterrados lá.  Os estudantes no Egito às vezes realizam viagens ao local da batalha de El Alamein  e lêem as palavras escritas nos túmulos. Entre estas estão as palavras gravadas por uma jovem mulher inglesa que veio visitar a sepultura de seu marido. Ela escreveu: "Para o mundo, você era apenas um soldado. Mas para mim, você era o mundo inteiro"

Ao se casar você não está apenas tendo uma esposa, você está recebendo seu mundo inteiro. De agora até o resto de seus dias sua esposa será sua sócia, sua companheira, e sua melhor amiga. Compartilhará seus momentos, seus dias, e seus anos. Compartilhará suas alegrias e tristezas, seus êxitos e fracassos, seus sonhos e seus temores. Quando estiver doente, cuidará de você; quando necessitar de ajuda, ela fará tudo o que ela puder por você; quando tiver um segredo, ela manterá; quando necessitar de um conselho, ela lhe dará o melhor. Ela estará sempre com você. Quando acordar pela manhã ela será a primeira coisa que os seus olhos verão. Durante o dia, ela estará com você, se por um momento ela não estiver com você, fisicamente, ela estará pensando em você, orando por você com o todo seu coração, mente, e alma. Quando você for dormir à noite, ela será a última coisa que os seus olhos verão; e quando você estiver adormecido ainda a verá em seus sonhos. Em resumo, ela será seu mundo inteiro e você será o mundo inteiro dela.

A melhor descrição que eu jamais li sobre a proximidade dos esposos, é o versículo corânico que diz: "Elas são suas vestimentas e vocês são as delas”

De fato, esposos são como vestimentas um para o outro, porque eles se proporcionam a proteção, o conforto, a cobertura, o apoio, e o adorno que vestimentas proporcionam ao ser humano. Imagine uma viagem no inverno do Alasca sem vestimentas! Nossas esposas proporcionam-nos o mesmo nível de conforto e proteção, cobertura e apoio na viagem de nossas vidas nesta terra como fariam as vestimentas na viagem ao Alasca.

O relacionamento entre os esposos é o mais surpreendente de todas as relações humanas: a quantidade de amor e afeto, intimidade e proximidade, misericórdia e compaixão, paz e tranquilidade que enche os corações dos esposos é simplesmente inexplicável. A única explicação racional para o mais surpreendente de todos os sentimentos humanos é: é um ato de Deus. Só Deus Onipotente em Seu poder infinito, misericórdia ilimitada, e grande sabedoria pode criar e impregnar estes sentimentos surpreendentes nos corações dos esposos. De fato, Deus lembra àqueles que procuram Seus sinais no universo, que estes sentimentos nos corações dos esposos estão entre os sinais que deve guiar o ser  humano à Sua existência.

Como é dito no Alcorão: "E é um dos Seus sinais, que Ele tenha criado para vocês companheiras para que possam conviver em tranquilidade e Ele pôs amor e misericórdia entre os seus corações: verdadeiramente nisto há sinais para aqueles que refletem."

Mas o coração humano não é uma entidade estática, é muito dinâmico. Os sentimentos podem e mudam com tempo. O amor pode definhar e se acabar. O laço conjugal pode se enfraquecer se não for adequadamente cuidado. A felicidade no casamento não pode ser tida como certa; felicidade contínua requer uma troca constante de ambos lados. Para a árvore do amor conjugal permanecer viva e crescer, a terra tem que ser sustentada, tem que ser mantida, e tem que ser nutrida. Portanto, eis algumas dicas de como manter a árvore crescendo:

Em nosso mundo, vivemos uma vida desesperada cercada por agendas apertadas e bombardeados por prazos limites. Para os casais, isto significa que vocês podem não encontrar tempo para ficarem juntos, longe dos intermináveis compromissos de trabalho. Você nunca deve permitir que isto aconteça. Tente periodicamente reservar algum tempo para fazer algumas atividades especiais longe do resto do mundo. Lembre-se de que nosso Profeta Muhammad (saws) encontrava tempo para ir para o deserto correr com sua esposa Aisha (ra). Ela o venceu uma vez e mais tarde, depois que ela ganhou algum peso, ele a venceu.

Saia com ela regularmente e frequentemente para fazer todos os tipos de atividades: vá às compras, visite a família e os amigos, vá à mesquita, piqueniques, etc. Lembre-se de que o Profeta (saws) levou sua esposa para ver jovens etíopes cantar e dançar as danças de seu povo.

Mantenha sempre algum romance em sua vida. A vida moderna quase transformou-nos em autômatos ou máquinas de alta tecnologia sem emoções. Mostrar suas emoções é necessário para manter o laço conjugal longe da ferrugem e desintegração. Lembre-se, você será recompensado por Deus por qualquer emoção que demonstrar à sua esposa. Como o Profeta (saws) disse:

"Qualquer um será recompensado por qualquer coisa que fizer para buscar o prazer de Deus, até o alimento que ele põe na boca de sua esposa". Nunca subestime a importância de coisas aparentemente pequenas como o alimento que você põe na boca de sua esposa, abrir a porta do carro para ela, etc. Lembre-se de que o Profeta (saws) estendia o seu joelho para ajudar a sua esposa a subir em seu camelo.

Tente sempre encontrar algum tempo para fazerem juntos a oração. Fortalecer o laço entre vocês e Deus é a melhor garantia de que os próprios laços conjugais sempre permanecerão fortes. Estar em paz com Deus sempre resultará em ter mais paz em casa. Lembre-se de que o Profeta (saws) deu alegres boas novas para os casais que acordavam de noite para orar juntos. O Profeta (saws) aconselhou o cônjuge que acordasse primeiro a despertar o outro jogando água fria no rosto dele/dela.

Sempre tente o mais que puder ser bom para a sua esposa através de palavras e atitudes. Converse com ela, sorria para ela, peça seu conselho, sua opinião, despenda tempo de qualidade com ela e lembre-se de que o Profeta (saws) disse "o melhores dentre vocês são os melhores para as suas esposas”

Finalmente, é comum que casais façam juras de amor e honra até que a morte os chegue. Acredito que este juramento é bom ou mesmo ótimo, mas não é suficiente! Não é suficiente que você ame sua esposa. Tem que amar o que ela ama também. A sua família, aqueles que ela ama, também devem tornar-se seus entes queridos. Não seja como meu colega que estava infeliz porque os pais da esposa  vinham para uma visita de poucas semanas. Ele candidamente disse a ela "eu não gosto de seus pais." Naturalmente ela olhou para ele direto no olho e, zangada, disse " eu não gosto dos seus também!"

Não é suficiente que você a ame até que a morte chegue. O amor nunca deve acabar e acreditamos que há vida depois da morte, onde aqueles que foram virtuosos neste mundo serão unidos aos seus esposos e descendência. O exemplo melhor a se considerar é o Profeta (saws) cujo amor por Khadija (ra), sua esposa durante 25 anos, incluía todos os que ela amava e continuou mesmo depois de sua morte. Muitos anos depois de sua morte ele não a havia esquecido e sempre que um carneiro era abatido em sua casa ele enviava partes para os amigos de Khadija, e sempre que ele sentia que o visitante em sua porta podia ser Hala, a irmã de Khadija, ele orava dizendo "Ó Allah permita que seja Hala."

Ame sua esposa e o que sua esposa ama não apenas até que a morte chegue, mas até que vocês possam estar juntos novamente na próxima vida, Insh'Allah.

Texto: "Advice To Husbands" de Sherif Mohammed. Do site Islam - The Modern Religion.

 

Home                Artigos