O Conceito Islâmico da Psiquê Humana e as Tradições Islâmicas na Psicoterapia

 

 

 

 

O Conceito Islâmico da Psique Humana e as Tradições Islâmicas na Psicoterapia

 



 

A psicologia como disciplina e sua aplicação tradicional (psicoterapia) para curar problemas emocionais e psicológicos, tem sido um produto de normas culturais, religiosas e étnicas na sociedade. O Islã como uma religião, e subsequentemente como uma cultura, desenvolveu um conceito da psique humana e produziu um corpo de conhecimento para curar distúrbios na alma (psique) dos seres humanos.

O termo ‘psicoterapia’ apareceu pela primeira vez de uma forma ou de outra bem antes de sua formulação moderna (Rizvi, 1989). Dos tempos antigos até os atuais, a maioria dos métodos da psicoterapia, embora diferentes em teoria e prática, tem alguns elementos filosóficos comuns, mas no presente carecem de síntese. Isto se deve amplamente ao fato de que as teorias ocidentais da psique humana foram influenciadas pelas ideologias judaico-cristãs (Rizvi, 1989).

Embora o Islã, o Cristianismo e o Judaísmo tenham muito em comum, diferem em suas definições da psique humana. Similarmente, as contribuições paralelas de Freud para a psicologia e psicoterapia ocidentais foram muito influenciadas pela sua própria natureza judaica e seu treinamento talmúdico (Bakan, 1958). O background judaico de Freud também teve uma forte influência na gênesis de sua teoria psicanalítica (Robert, 1977). Freud viu a religião como uma neurose obssessiva universal da humanidade, e Deus como uma invenção da humanidade para encontrar um substituto para a figura paterna. De acordo com sua teoria do conflito edipiano, no qual a figura do pai (ou Deus) apresenta uma ameaça à masculinidade do menino, o medo da castração modelou a natureza da psicologia e psicoterapia clínica moderna (Badri, 1979).

As tradições islâmicas na psicoterapia desenvolveram do conceito corânico da psique humana. O Alcorão afirma que os seres humanos (a psique humana) foram criados para ser diferentes dentro de um esquema universal.

‘Veja, teu Senhor disse aos anjos: Eu criarei um Vice-gerente sobre a terra.’ (Alcorão 2: 30)

 ‘Quando Eu o tiver moldado (em devidas proporções) e soprado nele do Meu espírito (ruh), prostrem-se em respeito a ele.’  (Alcorão 15: 28-29)

Portanto, Deus criou um ser, que sozinho entre Sua criação possui o espírito divino (ruh) e a consciência de Deus. Em acréscimo a este aspecto espiritual, foi dada a esta criação única a dimensão racional da personalidade (a habilidade de criar conhecimento). 

‘E Ele ensinou a Adão os nomes de todas as coisas’ (2:31).

Finalmente, o Alcorão diz que: ‘Certamente, Nós criamos o homem na melhor das formas.’  (95:4)

De acordo com o Alcorão, é o elemento divino na psique humana que coloca os seres humanos na posição de serem os vice-gerentes de Deus na terra. Esta definição islâmica da psique humana é a base sobre a qual as tradições islâmicas na psicoterapia se desenvolveram durante a civilização islâmica. 

 

Texto: ‘The Islamic Concept of the Human Psyche and Muslim Traditions in Psychoterapy’ de Wahida Valiante. Wahida Valiante é a vice-presidente do Canadian Islamic Congress. O presente abstrato foi retirado de um trabalho que ela apresentou em 1997 na 74a. Conferência Anual da Associação Ortopsiquiátrica Americana em Toronto, e que foi atualizado na Associação Islâmica de Serviços Sociais em Abril de 2000, em Toronto. Foi distribuído através da mala direta do Canadian Islamic Congress, que autoriza sua utilização.

 

                                         Home                    Artigos