Prevenir a Vacinação Infantil

 

Prevenir a Vacinação Infantil: Permissivel?

 

Pergunta:

Qual é o ponto de vista islamico referente à vacinação de crianças quanto à doenças específicas? Estudiosos de Kano, norte da Nigéria, decretaram uma fatwa proclamando que não é permitido pela lei vacinar as crianças contra Pólio. De acordo com os mesmos, a vacina contém elementos químicos e hormônios que podem causar infertilidade feminina ou elementos impuros que não devem entrar no corpo. Dito isto, as pessoas de Kano seguiram a Fatwa e isto resultou na disseminação da pólio nas crianças do estado. Aproximadamente 335 crianças tiveram paralisias devido à pólio. Além disso, viajantes carregaram o agente viral da pólio para oito outros países muçulmanos. Qual o seu ponto de vista a respeito disso?

Data: 18/Mar/2004

Mufti: Sheikh Yusuf Al-Qaradawi

Resposta:

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

Todas as nossas preces são para Allah, e paz e benção recaiam sobre Seu Mensageiro.

Caro requerente, agradecemos muito por acreditar em nossas habilidades, e esperamos que nossos esforços, que são puramente pela causa de Allah, satisfaça suas espectativas.

Usar vacinas para melhorar imunidade é permitido pela lei, sendo que isto signifique inativar algo mau antes que este atinja a pessoa. É um dever dos muçulmanos fazer seus melhores esforços para barrar todo tipo de dano, o quanto antes possível. Existe uma regra jurídica a respeito disso: As deficiencias devem ser barradas o quanto antes possível.

De acordo com esta questão, as coisas são originalmente puras, e viram impuras devido à algum acidente de percurso. Se a vacina da polio causa infertilidade, isto é algo que os medicos devem decidir a respeito.

De fato, os médicos confirmam que a vacina da polio não contem elementos nocivos e também não causa infertilidade. Isto refuta os argumentos dos que proclamaram que a vacina é nocivel e consequentemente ilegal.

Respondendo a questão, o eminente estudioso muçulmano Sheikh Yusuf Al-Qaradawi, estabelece o seguinte:

"De fato, eu fiquei complemente atônito ao ter conhecimento da atitude de alguns estudiosos de Kano no referente à vacina da polio. Eu desaprovo a opinião dos mesmos, pelo fato da legitimidade de qualquer vacina do Islam ser claro como a luz solar. Eu posso entender seus motivos e boas intenções por trás desta atitude e rogo ao Onipotente Deus que os recompense pela sua boa intenção e a perdoá-los no que os mesmo erraram em sua busca pelo bem.


Eu, juntamente com alguns estudantes mais confiáveis no Conselho de Fiqh islâmico contido em Muscat, declarei e afirmei a importância do seguinte:

 

Primeiro, é um dever de todo muçulmano repelir qualquer tipo de dano tanto quanto pode ele. Ele não deve fazer algo que pode o causar dano ou pode conduzir à morte. O próprio corpo é uma confiança de Allah Todo-poderoso na mão da pessoa, e assim não é legal para um causar qualquer tipo de injuria ou dano a quaisquer. Allah (SWT) diz: "Fazei dispêndios pela causa de Deus, sem permitir que as vossas mão contribuam para vossa destruição, e praticai o bem, porque Deus aprecia os benfeitores" (Al-Baqarah: 195).

 

Ele, o Todo-poderoso também diz: "Ó fiéis, não consumais reciprocamente os vossos bens, por vaidades, realizai comércio de mútuo consentimento e não cometais suicídio, porque Deus é Misericordioso para convosco.(An-Nisa: 29).

Também foi informado que o `Amr Ibn Al - `Aas (Que Deus se compraza com ele) executou a ablução e conduziu os companheiros dele em Oração em um das batalhas, entretanto ele tinha estado em um estado de impureza principal e deveria ter tomado um banho para isso. Os companheiros dele o criticaram para isto e falaram para o Profeta (Que a paz e as benção de Deus estejam sobre ele) sobre isto. `Amr se justificou para o Profeta (Que a paz e as benção de Deus estejam sobre ele) dizendo: "Ò Mensageiro de Allah! Era uma noite muito fria e eu me lembrei das palavras de Alá: ‘…não cometais suicídio, porque Deus é Misericordioso para convosco.(Al-Nisaa: 29). Ouvindo isto, o Profeta (SAWS) sorriu e não disse nada, o que significou que ele (SAWS) aprovou o que `Amr fez.

 

Há uma regra jurídica que diz: Os danos devem ser evitados o máximo possível. Esta decisão é derivada do hadith Profético: "Não deveria haver dano ou recíproca injúria." (Ibn Majah, Ad-Darqutni, e Al-Hakim).

 

Há outro regra jurídica que que rege naquela consideração: "Repelir o dano é prioritário à provocar qualquer benefício."

 

Segundo, os pais são responsáveis para prover às suas crianças o tanto quanto eles puderem com todos os meios de proteção e imunidade contra dano e doenças para os salvar do sofrimento ao longo da vida

Não há nenhuma dúvida que as crianças infectadas com o poliovirus sofram uma grande modificação e necessitem de cuidado especial, sem esquecer os efeitos psicológicos e sociais que eles sofrem.

 

Se houver uma certa vacina que pode prevenir tal uma doença completamente, os pais são obrigados a buscar isto para suas crianças e os prevenir de ser contaminado. Se os pais negligenciassem o seus deveres, neles incorreriam o pecado de causar ao longo da vida das crianças uma saúde debilitada. Pais que assim o fazem, entrariam na categoria que é citada pelo profeta (SAWS) : "É um pecado ter negligencias com quem se é responsável." (Imam Ahmad, Abu Dawud, Al-Hakim, Al-Baihaqi na autoridade de Abdullah Ibn `Amr).

 

O Profeta (SAWS) também disse: "[No Dia de Julgamento] Allah, Soberano, perguntará para todos em posição de responsabilidade sobre os que estão em sua tutela: Ele cumpriu seus deveres para com estes ou os negligenciou?" (Ibn Hiban na autoridade de Anas).


Terçeiro, as pessoas em regime de responsabilidade de ordenar leis e ações, no que concerne à saúde em geral das pessoas e crianças em particular, devem efetua-las para assegurar o bem estar e proteção contra doenças. Isto inclui não só prover tratamentos para doenças, mas também dispor meios de prevenção contra elas. É sabido que uma quantia minúscula de prevenção é melhor que muito tratamento.

 

Além disso, foi informado que de acordo com hadith na autoridade de Ibn `Umar (que Allah (SWT) se compraza com ele) que o Profeta (SAWS) disse: "Todos vocês são os guardiões e responsáveis para suas custódias e as coisas debaixo de seu cuidado. O imam (legislador) é o guardião dos assuntos dele e é responsável por eles, e um homem é o guardião de sua família e é responsável por eles. Uma mulher é a guardiã do casa e é responsável por isto. Um criado é o guardião do pertences de seu senhor e é responsável por eles."

 

Durante o seu califado, `Umar ibn Al-Khattab (que Allah (SWT) se compraza com ele) diria, "Temo que possa ser trazido à presença de Allah (SWT) no dia do Julgamento, antes de reparar o erro que eu posso ter trazido por uma cabra que tropeçou no banco do Eufrates: Por que eu não o pavimentei de forma que poderia não ter tropeçado?"

 

Se o ponto de vista do Islam é considerar a prevenção do mal e qualquer dano, mesmo que seja a um animal, como poderia o Islam proibir a prevenção de doenças que podem causar às crianças um grande sofrimento?

 

Se as pessoas em posição de autoridade ordenam que uma certa vacina seja dada por toda parte, à todas as crianças do país, as pessoas devem cumprir isto, pois um dever está em obedecer regras.

 

Quarto, coisas estão primariamente em um estado de pureza. Allah (SWT) diz: "Porventura, não reparais em que Deus vos submeteu tudo quanto há nos céus e na terra, e vos cumulou com as Suas mercês, cognoscíveis e incognoscíveis?" (Luqman: 20).

 

[Estes versos indicam implicitamente que todas as coisas que foram criadas através de Allah (SWT) são puras (menos as poucas coisas que Allah (SWT) se referiu em outro lugar como sendo impuras).

 

Conseqüentemente, nós não devemos nos referir a algo como impuro a menos que haja evidência clara disto. Igualmente, não somos aptos a dar uma decisão de que algo seja ilegal, a menos que haja uma prova concreta naquela consideração.

 

Como no caso da vacina de pólio, não há nenhum sinal que inclui elementos impuros ou causa de infertilidade, conseqüentemente, não pode ser descrito como algo ilegal para utilização.

 

Além disso, somos orientados a consultar os especialistas no campo de medicamentos que podem considerar se esta vacina tem efeitos colaterais ou inclui elementos impuros. Peritos são o únicos que sabem com certeza o que está sobre o domínio de sua especialização sem sombras de dúvidas. Allah (SWT) diz: "Ninguém te informará (ó humano) como o Onisciente." (Fatir: 14)

 

Os peritos no campo em questão, i.e., a vacina de pólio, é a Organização de Saúde Mundial (OMS). Nós averiguamos em sua filial do Egito cujo pessoal é confiável e educado. Eles disseram que a vacina de pólio não é de qualquer forma prejudicial, nem inclui elementos impuros ou causa infertilidade. Pelo contrário, foi provado por experimentação, graças a Allah (SWT), ser altamente efetiva contra a pólio.

Quinto, a vacina de pólio foi usada durante muito tempo, no mundo inteiro, incluindo mais de cinqüenta países muçulmanos, e provou ser altamente efetiva, erradicando assim a doença. Nenhum estudante, seja da Universidade Al-Azhar, Universidade Al-Qarawyeen, ou nos Santuários Sagrados, contestou ao uso de tal vacina.

 

O dano da vacina de pólio seria escondido no mundo inteiro, de todos os estudiosos muçulmanos eminentes e só seria descoberto por nossos estudantes da mesma categoria em Kano?

 

Talvez Allah (SWT) perdoe esses estudantes de Kano e os oriente. Na realidade, se eles insistirem em sua atitude relativa a vacina de pólio, incorrerão neles o pecado de expor as crianças muçulmanas a grande dano e sofrimento, impedindo a campanha mundial efetiva para erradicar a doença.

 

Além disso, adotando tal uma atitude, eles torcem a imagem de Islam e mostra como se a religião de Deus contradissesse a ciência e progresso médico. O Islam é completamente inocente de tais imagens deturpadas. Pelo contrário, adota métodos saudáveis e tratamento médico quando necessário. Na realidade, o campo de medicamentos recebeu grande cuidado e obteve notável avanço na civilização islâmica.

 

Conseqüentemente, nós chamamos nossos estudantes da mesma categoria em Kano para revisar a suas atitude e retratar a fatwa que foi dada sem especialistas ou consultores mediando. Não há nada de errado se uma pessoa abandona uma posição que está comprovadamente errada. Nesta consideração, foi informado que `Umar ibn Al-Khattab (Que Allah se compraza com ele) disse a Abu Musa (que Allah se compraza com ele): "não hesite revisar (e se render) a um julgamento que você deu ontem (quando é mostrado que você que estava errado), pois o direito é perpétuo, e é melhor você devolver para corrigir, do que persistir em injustiça."

 

Caso os estudantes de Kano se recusem a seguir os conselhos da maioria dos outros estudantes islamicos, as pessoas de Kano devem seguir a fatwa da maioria islamica e chamar a população para a vacinação coletiva das crianças."

 
Caso ainda tenha dúvidas, não hesite em nos procurar.

Que Allah lhe guia para o caminho correto e ao que O agrada. Amem.

Allah (SWT) sabe melhor.

Retirado do site Islam Online.Tradução livre de Matheus de Carvalho.

 

Voltar para Perguntas