A Oração no Islam

 

 A Oração no Islã  

 

 

Muçulmanos em posição de prostração durante o "salat"

 

 

"Ó crentes, amparai-vos na perseverança e na oração, porque Allah está com os perseverantes".

(Alcorão surata 2:153)

 

 

A oração no Islã é obrigatória e deve ser realizada cinco vezes por dia,  sendo precedida de um ritual de higienização chamado ablução, que consiste, genericamente falando, na lavagem do rosto, braços, mãos e pés. 

O muçulmano pode orar individualmente ou em comunidade, em casa, na mesquita ou virtualmente em qualquer local limpo. A oração das sextas-feiras também é obrigatória e deve ser feita preferencialmente na mesquita, em congregação. 

Não existe hierarquia religiosa no Islã, como sacerdotes ou ministros. As orações são lideradas por qualquer pessoa conhecedora do Alcorão, escolhida e reconhecida como exemplo pela congregação. Ele (ou ela, se toda a congregação for de mulheres) é chamado(a) "Imam". 

Também não existe um número mínimo de muçulmanos para a realização da oração em congregação. A oração consiste da recitação de versículos do Alcorão acompanhada de várias posturas corporais. Devem ser ditas em árabe, o idioma da revelação, embora súplicas pessoais (Du'ah) possam ser oferecidas no idioma nativo do muçulmano(a). 

A oração no Islã não é uma oração no sentido convencional da palavra. Afeta o homem em todos os seus aspectos. As características principais da oração islâmica ou “salat” podem ser resumidas das seguintes formas:

 Sua disciplina espiritual, mental e física. Deve ser realizada com o conhecimento da presença de Deus. Não deve, portanto, ser tomada por um ritual mas tem aspectos ritualísticos e mentais, uma vez que certas palavras devem ser repetidas com concentração e entendimento.

Se refere à concentração e desenvolvimento da consciência e vontade. A concentração e expansão da consciência é chamada de meditação; a oração comum é devoção, uma concentração e intensificação da consciência ou sentimentos. A concentração e o desenvolvimento da vontade ou auto-controle é feito através de ações deliberadas. É atingido atendendo às abluções e às 5 orações diárias e na disciplina e mudança de posturas envolvidas. O “salat” combina os três métodos de desenvolvimento mas o Islã proíbe o auxílio à meditação através de imagens internas ou externas porque todas as imagens tem limitações e restringem ou distorcem o desenvolvimento.

 É ao mesmo tempo exercício físico, emocional e intelectual. Envolve pensamentos, motivações e ações.

Tem função psicológica e social. Todos os muçulmanos se voltam para a mesma direção na oração e, nas mesquitas ou quando orando em grupo, performam os mesmos atos em uníssono. Isto causa fortalecimento mútuo, consciente ou inconscientemente.

  Todas as orações começam com abluções e com a intenção deliberada e consciente de orar. Envolve limpeza física e higiene assim como purificação emocional e intelectual. As abluções são feitas em maneira ritualística que envolve disciplina mas são acompanhadas de palavras adequadas e concentração da mente.

  A oração comum geralmente consiste de pedir que alguma lei natural seja ignorada para atender às necessidades daquele que ora. A oração no Islã é feita em função de:

a) estabelecer e renovar o contato com Deus;

b) glorificar a Deus;

c) expressar gratidão pelas dádivas e privilégios que temos, a beleza que nos  rodeia e oportunidades que nos são dadas;

d) cultivar a quietude que permite que o muçulmano se dê conta de si mesmo e de tudo que a correria do dia-a-dia o impede de perceber e, desta forma, ouvir o que Deus o inspira e a voz de sua consciência;

e) pedir perdão, o que implica no reconhecimento de fracassos, limitações e obstáculos interiores em comparação com o ideal e pedir para que estes sejam removidos.

f) suplicar pelas dádivas espirituais de Deus, Sua orientação, luz, espírito, misericórdia, benevolência e poder;

g) recarregar as baterias espirituais e remover tensões e ansiedades que podem ter um efeito profundo na saúde física e psicológica do ser humano.

 Elaborado por Maria C. Moreira, webmaster do Islamic Chat.

 

Fontes:   

 

 

"Introduction to Islam" - Islamic Affairs Department - The Royal Embassy of Saudi Arabia.

 

 

"The Alternative Way"  de Hamid S. Aziz - The Alternative Way Publications. 

 

 

Visite também neste site o artigo   A Oração na Bíblia: Um Olhar sobre o Ato Físico da Oração   

 

 

 

                                                                        Home                                                    Artigos